Descubra agora o que é um servidor e quais as suas principais funções

Mesmo as pequenas e médias empresas precisam de um local para que as informações fiquem centralizadas e possam ser compartilhadas com segurança, não é mesmo? Caso contrário, os processos empresariais ficam confusos. Por isso, é essencial contar com algum tipo de servidor.

Atualmente, é possível ter servidores físicos (dentro da empresa) e em nuvem (virtuais, acessados pela Internet). Você sabe qual é a diferença entre eles e como isso pode impactar os seus negócios (principalmente pensando em inovações como a Indústria 4.0)?

Neste texto você terá as respostas para essas perguntas. Quer saber tudo sobre o assunto? Então, veja agora as informações que preparamos para você. Boa leitura!

O que é um servidor?

Um servidor é um computador com configurações potentes que é capaz de centralizar as informações da instituição em um único local. Desse modo, consegue ajudar no processamento de todos os computadores que estão conectados à rede. Por isso, é considerado como o coração de uma empresa, onde constam todos os dados da instituição.

Como funciona

Em uma primeira olhada, os servidores funcionam praticamente da mesma maneira que um computador tradicional. Mas, como você viu, os componentes são mais robustos para que o ele consiga dar conta de toda demanda da instituição.

Além disso, os sistemas operacionais precisam ter os recursos específicos para que o servidor opere da maneira desejada, centralizando informações e compartilhando dados.

Os servidores podem ser de:

  • impressão;
  • e-mail;
  • imagens;
  • arquivos;
  • proxy;
  • DNS.

Na prática, é comum nas empresas ouvir falar que o servidor caiu ou está fora do ar. Nesses casos, quando a empresa trabalha com ERPs ou sistemas próprios (como no caso de bancos), é necessário que as informações sejam armazenadas em algum local.

É possível ter o próprio servidor físico (ou data center), conhecido por muitos como o local com ar condicionado em que o time de TI costuma trabalhar. Nesse caso, os dados ficam armazenados dentro da empresa e, normalmente, é necessário que as máquinas sejam configuradas para acessarem as informações.

Outra possibilidade é contratar um serviço em nuvem para armazenar os dados e informações, também chamado de cloud computing. Nesse caso, todas as informações podem ser acessadas de qualquer lugar, desde que exista acesso à Internet.

Quais são as diferenças entre um servidor físico e na nuvem?

Veja agora quais são as principais diferenças que podem impactar os serviços da sua empresa. Confira!

Desempenho

O desempenho de um servidor local dependerá, principalmente, das configurações que ele possui. Ou seja, se a empresa precisar de maior capacidade de dados, de processamento ou de memória, será necessário fazer uma atualização no dispositivo.

Na nuvem, por outro lado, é mais simples aumentar a capacidade do servidor. Em alguns segundos, o serviço já poderá estar disponível para ser utilizado, sem a necessidade de comprar peças ou precisar desligar o equipamento para fazer as alterações necessárias.

Segurança

No caso de um servidor local, a segurança do equipamento e de toda a rede estarão a cargo de uma equipe contratada para esse serviço. Todas as configurações e equipamentos serão adquiridos para a demanda necessária. Em caso de problemas, o próprio time deverá solucionar as dificuldades.

Quando os profissionais são qualificados, eles conseguem gerenciar corretamente todos os processos de segurança do servidor, incluindo a rotina de backups e gerenciamento de usuários. As ações preventivas são essenciais para que a segurança da rede seja garantida e os riscos de invasão sejam minimizados.

No caso dos servidores em nuvem, é necessário confiar na empresa contratada. Por isso, é comum que as empresas apostem nas grandes instituições do mercado. Nesse caso, há especialistas no gerenciamento de dados, entregando todos os esforços, a partir de protocolos de segurança para que invasões e sequestros de informações sejam evitados. Muitas vezes, os fornecedores se responsabilizam pela prestação de segurança.

Disponibilidade

Para uma empresa, é um grande problema quando o servidor para de responder ou fica lento, dificultando a execução das operações. Com isso, a produtividade da equipe diminui e até mesmo atender ao público externo pode ser uma tarefa difícil.

Quando os serviços e produtos da empresa têm grande exigência quanto à disponibilidade, um caminho interessante pode ser o da computação em nuvem. Como ela trabalha com escalabilidade, é uma tarefa fácil atender à nova demanda, tanto em processamento quanto em memória e armazenamento. Com isso, as aplicações podem ter a configuração que precisam para execução.

No caso dos servidores locais, será necessário realizar protocolos para atender à demanda sem fazer com que o servidor caia e prejudique completamente as ações da empresa.

Custo

Para usar servidores físicos, é necessário comprar os equipamentos, softwares e licenças, além de fazer a contratação dos profissionais que lidarão com a instalação, manutenção e atualização das máquinas. Quando a capacidade estiver próxima de ser alcançada, será necessário comprar novas peças para atualizar o servidor.

Com os servidores em nuvem, a empresa paga apenas por aquilo que utilizar. Dessa forma, quando a demanda cresce, os custos aumentam. Mas se a necessidade diminuir, os custos também são minimizados.

Suporte

Como você viu, no caso de servidores físicos, a equipe da empresa (interna ou terceirizada) é responsável por resolver demandas e tirar dúvidas. Caso a escolha seja por cloud computing, o processo é diferente.

Há diversos profissionais especializados para oferecer o suporte que você precisa. O fornecedor precisa garantir que exista atendimento 24 horas por dia e 7 dias por semana. Isso é essencial para as empresas que precisam de funcionamento integral e não querem contar com interrupção dos serviços até que os profissionais da empresa possam lidar com o caso.

Agora que você já sabe como um servidor é importante, é o momento de se planejar para adquirir um de qualidade ou selecionar o melhor em nuvem. Como nem sempre é fácil tomar uma decisão, é indicado procurar uma empresa especializada em informática para auxiliar nisso, mostrando quais são as configurações que você deve priorizar.

Uma das melhores empresas do mercado é a BukOne, que está preparada para ajudar a sua empresa a contar com os equipamentos que mais correspondem às necessidades do seu negócio. Quer saber mais? Então, entre em contato agora mesmo conosco e entenda como podemos ajudar!

Receba nossas dicas gratuitamente em seu e-mail! Assine agora!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.