O que é gerenciamento de dados e como fazer? Veja aqui!

Diante de um cenário cada vez mais competitivo, orientar a atuação empresarial a partir da análise de informações sobre os clientes e o mercado em geral tem sido imprescindível para o crescimento sustentável e o sucesso de qualquer negócio. 

Mas, ao contrário do que muitos podem imaginar, o gerenciamento de dados vai muito além da tecnologia — está intimamente ligado à cultura organizacional e suas operações no dia a dia. As vantagens geradas são muitas! Mas como fazer para que essa metodologia funcione bem no seu negócio?

Neste post, você vai conferir o que é a gestão de dados e o que precisa ser feito para que ela assegure os melhores resultados. Então, siga a leitura do artigo completo e descubra!

O que é gestão de dados? 

O gerenciamento de dados é uma prática que tem o objetivo coletar, preservar e fazer uso eficiente das informações de uma empresa, a fim de que elas sejam transformadas em valores estratégicos e contribuam para decisões mais assertivas.

Um volume imenso de dados é gerado no dia a dia de qualquer negócio, sobretudo quando sua estrutura de funcionamento está intimamente ligada a recursos tecnológicos. Por isso, uma gestão inteligente desse ativo é peça-chave para gerar competitividade.

Para tanto, a organização deve investir em uma ampla gama de processos, profissionais qualificados, metodologias e ferramentas apropriadas. O trabalho de gerenciamento de dados abrange fatores como:

  • banco de dados;
  • data lakes e warehouses; 
  • big data;
  • análises avançadas de algoritmos; 
  • armazenamento em nuvem, entre outros.

Qual a sua importância? 

A simples reunião de dados não significa que eles estão sendo úteis para o posicionamento da empresa. Ao contrário, quando não há uma maturidade nessas informações, a empresa corre sérios riscos de agir equivocadamente e colher apenas prejuízos.

Dessa forma, o gerenciamento de dados serve para traduzir tudo aquilo que foi coletado em dados qualificáveis. É um processo que permite uma leitura fiel e holística do que se passa nos ambientes interno e externo.

Com informações bem organizadas e integradas em uma única plataforma, todos os envolvidos podem acessá-las de modo fácil e ágil — balanços financeiros, projetos em desenvolvimento, prospecção de vendas são alguns exemplos. Enfim, cada evento pode ser acompanhado em tempo real e ao alcance de poucos cliques.

Como fazer um bom gerenciamento de dados?

Agora que você já entendeu a importância de um gerenciamento de dados eficiente, sobretudo quando é preciso cuidar de um grande volume de informações, descubra como implementá-lo de forma bem-sucedida no seu negócio.

Crie uma estratégia

Feito um levantamento sobre o panorama atual da organização, bem como o estágio de desenvolvimento da sua cultura de dados, o próximo passo é traçar as estratégias a serem utilizadas em curto, médio e longo prazos.

É nessa fase que ocorre a escolha da infraestrutura adequada, ferramentas e diretrizes indispensáveis ao processo. Além do mais, a participação de todos os departamentos no plano de gerenciamento de dados também será decisiva para melhores resultados.

Faça backups frequentemente 

A realização de backups é uma peça-chave para que o gerenciamento de dados cumpra com seu papel. A boa notícia é que essa tarefa pode ser feita de maneira automatizada, isto é, o software é programado para seguir esse protocolo em certo intervalo de tempo.

O intuito é evitar que qualquer informação relevante seja perdida. Assim, embora algumas empresas optem por uma frequência de backups mensais, o mais seguro é que eles aconteçam em prazos curtos — no final de cada dia de trabalho, por exemplo.

Acompanhe os resultados 

Mensurar resultados é um dos pilares da implementação de qualquer projeto. Afinal, apenas esse monitoramento é capaz de revelar o que está funcionando bem e os pontos que carecem de melhorias. E como as informações mudam com bastante frequência, esse monitoramento impacta diretamente a produtividade e eficiência da gestão de dados.

Como proteger esses dados corretamente?

Gestores de todos os segmentos estão investindo pesado nas tecnologias mais modernas e personalizadas para otimizar o gerenciamento de dados. Porém, de modo reflexo também surge a responsabilidade com a segurança da informação, um ponto com o qual talvez nem todos eles estejam preocupados ainda.

Seja para dados pessoais dos clientes, seja os da empresa propriamente ditos, a proteção de dados é uma condição obrigatória para prevenir danos ou qualquer ameaça à competitividade do negócio.

Nesse cenário, uma das principais ações de segurança da informação é determinar pessoas encarregadas por cada processo. Esses indivíduos vão formular as políticas a serem seguidas, e apontar os progressos ou rotas de correção.

A delegação de responsabilidades ajudará não somente na coordenação das atividades, mas especialmente na limitação dos usuários que terão acesso a cada tipo de informação.

Outro aspecto indispensável quando falamos em segurança digital é o uso da nuvem. Nos sistemas de cloud computing, os dados são copiados para um servidor onde os riscos de perda ou invasão são bem menores. Embora o sistema seja acessível a partir de qualquer máquina com conexão à Internet, somente as pessoas autorizadas podem entrar na plataforma.

A tecnologia em nuvem ainda contribui para uma peça fundamental da segurança de dados: os backups. Neste modelo, os backups são realizados de forma automática, e no intervalo que o gestor entender melhor para que seus dados sejam sempre salvos.

Lembrando que, quanto menor for esse prazo, menores as chances de perda de informações. Por isso, os backups diários são altamente recomendados.

Como você pôde ver, um bom gerenciamento de dados não é mais uma alternativa para as empresas. Quem quer sobreviver no mercado e ampliar suas vantagens competitivas deve implementar um gerenciamento de dados bem estruturado e garantir que todo o time de colaboradores esteja alinhado com a nova realidade.

Mais que adquirir ferramentas para viabilizar o uso das informações, é preciso ter a expertise necessária para interpretá-las e fazer com que trabalhem a seu favor.

Gostou do artigo? Agora que você aprendeu o que é e como fazer um gerenciamento de dados eficiente para sua empresa, aproveite para curtir nossa página no Facebook e ficar por dentro de todas as novidades sobre o tema.

Receba nossas dicas gratuitamente em seu e-mail! Assine agora!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.