Entradas para computador: entenda qual a função de cada uma!

Você já deve ter se confundido com a quantidade de entradas existentes em um computador. Por que tantas e para que serve cada uma delas? Embora muitas pareçamnão ter utilidade, a verdade é que uma hora ou outra sua empresa as utilizará.

Você sabia que algumas delas facilitam o dia a dia das empresas, aumentando a produtividade? Ou seja, conhecer as entradas do computador aumenta o desempenho que as pessoas têm ao utilizá-lo.

Quer entrar para o time das pessoas que conhecem as funções e as entradas do computador? Então, neste texto você verá os principais tipos de conexões disponíveis e para que elas servem. Boa leitura!

Quais são os diferentes tipos de entrada?

Saber sobre o funcionamento da sua máquina é fundamental para fazer que ela trabalhe para você. Entenda agora como as principais entradas funcionam e para que elas servem.

USB

É o local em que você insere os pen-drives e conecta itens como impressoras, scanners e smartphones. Essa é a conexão mais popular de um computador. Ou seja, é usada para a transferência de áudio, vídeo e dados. É nessa entrada que muitas empresas usam pen-drives ou HDs externos para fazer o backup de informações sigilosas ou muito utilizadas.

Além disso, as portas USB também são entradas coringas. Existem adaptadores que substituem outras ou acrescentam funções.

USB-C

O USB-C é uma evolução do padrão USB que apresenta:

  • diminuição no tamanho dos conectores;
  • melhor usabilidade, apresentando o dobro de velocidade na transmissão de arquivos;
  • menor necessidade de espaço para montagem.

Com isso, é possível usá-lo para os mesmos fins do USB.

Cartão de memória

Os cartões de memória são usados de maneira parecida aos pen-drives. Ou seja, têm como função armazenar mídias e informações. É comum encontrá-los em câmeras digitais e outros dispositivos que gravam informações.

HDMI

Você sabe qual o dispositivo em que essa entrada é mais usada? Nas televisões. É a partir dessa conexão que você liga o conversor digital, o aparelho das TVs por assinatura, DVDs e Blu-rays.

Se você forçar um pouco a memória, lembrará como você conectava os aparelhos nas televisões. Eram três cabos coloridos, responsáveis por conectar vídeo e áudio. Se você inserisse algum deles incorretamente, ficaria sem o áudio ou o vídeo.

A entrada HDMI veio para facilitar o processo. Agora, em vez de se embolar com vários cabos, basta conectar apenas um. Ele é responsável por exibir tanto o áudio quanto o vídeo. Nos computadores, servem para exibir a imagem do sistema em projetores e televisores, por exemplo.

P2

Em algum momento você já precisou usar um fone de ouvido no trabalho, não é mesmo? A entrada mais comum para isso é a P2. Ela é usada em notebooks e computadores. Além disso, está presente na maioria dos smartphones. Como as pessoas querem dispositivos mais finos e leves, algumas empresas retiraram a entrada.

Conexões de rede

O Wi-fi é a maneira mais utilizada para conexão com a Internet. Entretanto, utilizar cabos ainda é comum no ambiente profissional, já que a velocidade de transmissão de dados é maior, além de necessitar menos configurações. Os cabos são iguais nas duas pontas, facilitando a inserção deles.

Qual a diferença entre dispositivos de entrada e de saída?

Os dispositivos são divididos em entrada e saída. Entenda agora como funciona essa divisão:

Dispositivo de entrada

São aqueles em que as informações são utilizadas pelos aplicativos de um sistema operacional, como teclado, mouse, joystick e mesas digitalizadoras.

Dispositivos de saída

Há diversos casos em que o dispositivo é usado para saída de informações, como impressoras e projetores. Dessa maneira, não é possível inserir informações por meio deles.

Dispositivos de entrada e saída

Por fim, há equipamentos que podem, ao mesmo tempo, fazer a entrada e saída de informações, como é o caso de smartphones, tablets e pendrives. Com eles, é possível tanto inserir dados quanto recebê-los.

Como será no futuro?

A tendência é que se utilizem ainda menos entradas para computador. Ou seja, mais dispositivos serão conectados em menos portas. Além disso, já é fácil contar com aparelhos que funcionam sem fio, como smartphones e computadores, que utilizam a conexão com a Internet ou mesmo bluetooth para trocar informações.

Com isso, a eficiência dentro e fora da empresa aumenta, fazendo com que mais atividades sejam feitas em menos tempo. Ou seja, adotar novos protocolos de conexão é importante para todas as instituições que desejam ampliar o horizonte.

Como se preparar?

As inovações são frequentes. O que parece ser novo hoje, em pouco tempo já será ultrapassado. Por isso, é interessante que as empresas tenham parceiros que possam indicar quais são os momentos corretos para substituir conexões ou dispositivos, pensando sempre no aumento de produtividade de toda equipe.

Os aspectos que devem ser considerados são:

  • a maturidade da tecnologia (adotar um padrão que ainda não mostra a confiança necessária é perigoso, uma vez que ele pode ser abandonado a qualquer momento);
  • o custo-benefício para a instituição (nem sempre compensa fazer a mudança de tecnologia, uma vez que o benefício recebido nem sempre compensa o investimento efetuado);
  • o tempo necessário para adaptação (as tecnologias precisam ser entendidas facilmente pelos gestores e colaboradores, evitando possíveis confusões);
  • a existência de equipe técnica qualificada (em todos os casos, é fundamental contar com profissionais que deem o apoio necessário em caso de dúvidas ou dificuldades).

Por isso, procure empresas que, antes de pensarem no lucro, queiram ajudar você e seu negócio a conseguirem os melhores resultados. Com isso, indicarão quais são as principais opções para sua empresa, de acordo com o perfil de uso e com as necessidades do negócio.

Agora que você sabe qual é a função das principais entradas para computador, você pode usar os dispositivos para ter maior produtividade. Continue procurando o maior número possível de informações para implementar as melhores medidas para o seu negócio. Uma das melhores maneiras para isso é receber materiais sobre o assunto diretamente no seu feed de notícias.

Então, siga-nos agora mesmo nas suas redes sociais. Estamos presentes no Facebook, no Twitter e no Instagram. Esperamos por você!

Receba nossas dicas gratuitamente em seu e-mail! Assine agora!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.