Separamos as cinco melhores dicas de backup de dados na nuvem!

Sem dúvida, uma das práticas mais importantes do mundo tecnológico é o backup. Esse simples hábito pode fazer a diferença entre perder ou não aquele arquivo importante, ou as suas configurações. Portanto, ter uma cópia do banco de dados e dos documentos não é só uma questão de segurança, mas de praticidade.

Entretanto, além de existirem diversas formas de backup, como na própria máquina, em um servidor local ou na nuvem, muitas pessoas ainda não têm essa atividade na rotina. Então, o que é necessário ter em mente para realizar um bom backup? Neste texto, abordaremos alguns dos aspectos que você deve atentar para salvar seus dados na nuvem.

Confira algumas dicas para não ser pego de surpresa na hora de armazenar informações.

1. Invista na segurança

Não precisamos nem falar o quanto é importante manter o sigilo das suas informações, certo? Essa, na verdade, é uma das grandes dúvidas de quem ainda não utiliza a nuvem como backup principal. Seja no computador pessoal ou na empresa, suas senhas, dados e documentos estão sempre à mercê de hackers ou mal-funcionamento do software.

A realidade é que guardar seus dados na cloud é muito mais seguro, desde que você se valha de:

  • boas senhas em todos os arquivos e alterá-las frequentemente;
  • sair do ambiente virtual após todas as seções;
  • ter um bom antivírus sempre atualizado;
  • utilizar softwares originais.

Além disso, sempre que possível, é bom investir na criptografia de dados. Assim, como suas informações já vão para a nuvem codificadas, fica virtualmente impossível sofrer algum ataque ou roubo de arquivos.

2. Tenha um servidor reserva

É comum que fiquemos despreocupados quando investimos em armazenamento em cloud para nossos arquivos. Porém, sempre é interessante que você tenha um backup local e, se possível, um servidor reserva. Apesar de seguro, o backup em nuvem é mais difícil de recuperar por causa do volume de dados e da distância. Ou seja, para dados específicos e menores, armazenar localmente é a melhor escolha.

Além disso, para não ser pego desprevenido, é interessante fazer uma imagem do seu sistema. Caso necessário, o servidor virtual pode ser restabelecido a partir dela. Além disso, é interessante ter peças sobressalentes ou um antigo servidor físico para aumentar a confiabilidade — se você trabalha diariamente com computador, sabe a importância de manter as coisas funcionando nos conformes.

3. Mantenha a periodicidade

De que adianta ter um backup se ele não é atualizado com frequência? Essa periodicidade, portanto, deve ser pautada pelo uso e quantidade de dados editada diariamente. Se você usa seu computador todos os dias, deve fazer a cópia de segurança pelo menos uma vez por semana. Já empresas de todos os portes costumam ter rotinas automáticas que podem acontecer em curtos períodos, como a cada hora, dependendo do tamanho do servidor.

Para tornar essa ação mais dinâmica, você pode criar um sistema de escalonamento de backups:

  1. primeiramente, salve na própria máquina, mas em outro disco rígido;
  2. depois faça a cópia para o servidor físico (ou mais de um);
  3. em seguida, agende para enviar as informações para a nuvem em intervalos predeterminados.

Isso se chama backups de duas camadas. Normalmente esse escalonamento é utilizado mais para informações mais importantes. Para conteúdos menos críticos, você pode usar só o local. Além disso, a frequência vai depender do seu uso.

Sendo assim, é possível que existam algumas tentativas antes de você finalmente se acertar com a rotina. Porém, ela é fundamental nos dias de hoje por conta da quantidade de dados que lidamos.

4. Utilize um software dedicado

Fazer cópias de segurança manualmente é muito dispendioso. Por isso, você pode usar um software dedicado para fazer o trabalho duro por você automaticamente. Entretanto, tenha certeza que o programa saiba verificar a existência de arquivos duplicados para você não ocupar memória demais com eles, deixando seu backup fica mais eficiente.

Alguns desses programas são:

  • Cobian Backup, que é gratuito e um dos mais utilizados para esse fim;
  • Norton Ghost, consagrado programa da família do antivírus;
  • Macrium Reflect Free, que é considerado um dos melhores até entre os pagos.

Esses programas também permitem que você faça a seleção manual do que deseja salvar e, normalmente, oferecem opções como agendamento, tipo de compactação e até mesmo criar ações específicas para fechar programas que estejam atrapalhando a execução do backup. Além disso, são habilitados em todos os sistemas operacionais.

5. Tenha boas opções de restauração

Como estamos falando de segurança, é sempre melhor prevenir que remediar. Embora o armazenamento em nuvem seja a opção mais segura, erros podem acontecer. Então, sempre é interessante manter um serviço para garantir a restauração dos seus dados. Assim, você pode estar coberto e recuperar as informações de computadores ou outros dispositivos facilmente.

Outra vantagem de ter sempre uma recuperação atualizada é que o próprio computador pode sofrer com problemas de sistema, más atualizações, softwares que causam erro e outros males. Então, poder restaurar o PC a partir de um ponto não tão longe assim pode salvá-lo de grandes dores de cabeça e manter a produtividade em alta.

Serviços de backup

Apesar de serem o que há de melhor hoje em solução de cópias de segurança, às vezes esses servidores podem não ser a opção mais barata. Então, se você for um usuário pessoal, a melhor alternativa pode ser investir em um dos serviços de armazenamento em nuvem disponíveis. Existem diversas opções que se encaixam na realidade dos particulares e até de algumas empresas, que podem lidar com volumes realmente significativos de dados sem perder a qualidade.

Serviços como Dropbox, que permite armazenar até 2GB gratuitamente, o GoogleDrive, que se comunica com o Gmail, o iCloud, para usuários da Apple, e o OneDrive, para quem tem conta Microsoft, já são conhecidos do público. Além disso, para quem utiliza portáteis para trabalhar, existem diversas possibilidades de integração com essas ferramentas para garantir a segurança dos seus arquivos.

Pronto, essas foram algumas dicas para você aproveitar ao máximo o que as nuvens têm a oferecer. Com segurança e praticidade, os usuários desses armazenamentos podem ter a certeza que a cópia de segurança está em boas mãos. Entretanto, sempre é bom prevenir e abusar da criptografia, das boas senhas e dos backups locais só para ter certeza, não é?

Gostou do conteúdo? Você pode ter acesso a mais textos como este aqui no nosso blog. Para nos acompanhar, curta nossa página no Facebook!

Receba nossas dicas gratuitamente em seu e-mail! Assine agora!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.