Computador para home office: 7 dicas para melhorar o desempenho

Com o trabalho remoto em alta e a tendência de uma expansão definitiva dessa modalidade, adotar medidas e ferramentas que garantam uma alta produtividade é uma ação essencial para melhorar suas atividades. Nessas horas, o bom desempenho do computador para home office fará toda diferença no seus resultados.

Isso não significa, necessariamente, ter que adquirir uma equipamento novo. Com algumas ações simples, você consegue aprimorar consideravelmente o desempenho da sua máquina. Dessa forma, preparamos este texto com algumas dicas essenciais para você. Confira agora!

7 dicas para melhorar o computador para home office

Confira, a seguir, algumas dicas essenciais que serão capazes de otimizar seu computador para o trabalho remoto.

1. Faça uma boa desfragmentação de disco

O primeiro passo para acelerar o ritmo do seu computador para home office é realizar a desfragmentação do disco, sobretudo se ele já conta com um certo tempo de uso.

Isso pelo fato de que, à medida que utilizamos o dispositivo, uma infinidade de dados e arquivos são armazenados pelo sistema, em diferentes locais, deixando o seu software cada vez mais lento.

O segredo da desfragmentação é que ela atua como uma faxina interna do seu equipamento, reorganizando todos os programas e arquivos contidos no disco rígido, de modo que facilite o uso dessas informações pela máquina.

O ideal é que essa ação seja executada periodicamente, com intervalo de três em três meses, por exemplo.

2. Tenha atenção com a memória RAM 

A memória RAM é o componente responsável pela leitura dos conteúdos presentes na máquina. Dessa forma, toda vez que você abre determinado programa ou pasta, os arquivos e documentos ficam armazenados temporariamente neste espaço.

Essa é uma funcionalidade de extrema importância para o desempenho do seu dispositivo. Em suma, quanto maior for a extensão da sua memória RAM, mais fluido e ágil será o uso do seu aparelho.

Mas além do espaço, você pode gerar otimização desse item verificando os programas que abrem automaticamente na inicialização do sistema e desativando aqueles que não são essenciais.

3. Observe o sistema de arrefecimento 

O superaquecimento do PC é um fato que pode acarretar uma série de problemas no computador para home office, provocando desde pequenas falhas internas no funcionamento até mesmo a queima do aparelho.

Mas com a adoção de algumas medidas simples, essa dor de cabeça e prejuízo podem ser facilmente evitados. Dentre as principais ações recomendadas, o usuário deve realizar uma limpeza completa no seu computador, a fim de eliminar qualquer tipo de sujeira que atrapalhe a circulação de ar no sistema de arrefecimento interno.

Ademais, ainda é interessante investir em métodos de ventilação externa — uma espécie de placa que é colocada embaixo do notebook enquanto ele estiver ligado.

4. Utilize o SSD 

Os SSDs são componentes de memória flash cuja forma de armazenar informações é muito mais silenciosa e veloz do que um HD. Trata-se de uma peça leve, com preço acessível e que pode ser utilizada como uma espécie de memória externa removível.

Com essa ferramenta, você pode guardar arquivos que não são fundamentais para a rotina de trabalho, porém não podem ser eliminados. Assim, você consegue ocupar menos espaço físico no interior da máquina (HD) e manter seus documentos salvos, sem perder velocidade.

5. Evite executar programas em segundo plano 

Um dos principais obstáculos para a agilidade de uma máquina é, sem dúvidas, a execução de programas em segundo plano. Contudo, essa situação nem sempre é causada pelo usuário — muitos programas ao serem instalados ganham permissão para atuar em segundo plano ao se iniciar o sistema.

Mas fique tranquilo, porque é possível resolver essa questão de uma maneira bem simples: na janela “gerenciador de tarefas“ você consegue visualizar quais são esses programas ou aplicativos que iniciam juntamente com o sistema operacional, quais estão rodando em segundo plano para poder escolher o que você deseja encerrar.

6. Conte com um bom antivírus 

Outro ponto que não pode deixar a desejar em um computador para home office é um bom antivírus ativo. Quem trabalha com essa ferramenta, via de regra, acessa muito sites, recebe grande quantidade de e-mails, enfim, tem uma rotina que pode esconder ameaças que oferecem risco à segurança e ao desempenho do notebook.

Os vírus são uma das principais causas de lentidão em um computador, e podem resultar em problemas mais graves, como o roubo de dados da empresa, do usuário daquela máquina, bem como dos seus clientes. Portanto, mantenha esse tipo de proteção sempre atualizado.

7. Deixe espaço nos drivers de memória

Por maior que seja a capacidade de armazenamento de um HD, quando esse disco está muito cheio, o notebook perde parte da sua capacidade operacional e sofre constantes travamentos durante o uso.

Desse modo, para que o seu trabalho no home office não seja comprometido, o ideal é que permaneça apenas os programas e documentos realmente necessários ao trabalho do usuário.

O mais indicado é fazer uma limpeza periódica no seu HD, ou ainda investir em componentes de armazenamento externo para transferir parte dos arquivos.

Como a utilização de um bom equipamento pode fazer a diferença?

Quando o assunto é um computador para home office, é importante ter em mente que existem inúmeras alternativas disponíveis no mercado, porém cada tipo de configuração vai atender a objetivos específicos.

Se a sua rotina envolve, basicamente, a navegação na internet, sem a necessidade de programas pesados ou grande volume de armazenamento, uma máquina menos potente é capaz de atender com tranquilidade as necessidades desse profissional.

Por outro lado, se estamos falando de alguém que trabalha com edição de vídeo, jogos, entre outras atividades mais extensas, é preciso contar com equipamento mais robusto, e assim por diante.

Ademais, é importante lembrar que — bons acessórios também são uma peça-chave para o sucesso no trabalho no home office. Uma conexão eficiente com a internet, um roteador de alto desempenho, um bom mouse, tudo isso agrega resultados positivos.

Como você pôde ver, além das ferramentas utilizadas no computador para home office, existem outros elementos que são indispensáveis para otimização da sua rotina de trabalho. Se você seguir todas as medidas indicadas, terá menos estresse no dia a dia e conseguirá obter melhores rendimentos no cumprimento das tarefas.

Quer continuar aprimorando sua performance? Então aproveite para descobrir como ser produtivo no home office e comece ainda hoje a colocar essas dicas em prática.

Receba nossas dicas gratuitamente em seu e-mail! Assine agora!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.