[Setembro/20] Como escolher um bom roteador? Confira nossas 5 dicas

Com a expansão das tecnologias e da transformação digital, é difícil imaginar empresas ou escritórios sem uma conexão com uma internet estável e rápida. Mas nem todas as redes Wi-Fi oferecem um alto desempenho. Então, como garantir a melhor prestação desse serviço?

Muitas vezes, o problema não é com a operadora de banda larga contratada. Saber como escolher um bom roteador, por exemplo, pode gerar uma qualidade de acesso infinitamente superior.

Quer entender mais sobre o assunto? Confira neste post, os aspectos técnicos que você deve priorizar na compra de um roteador. Boa leitura!

A importância da escolha de um roteador adequado

Mais do que focar nos equipamentos de última geração, o melhor caminho para escolher um bom roteador é alinhar os seus atributos com as reais necessidades do empreendimento. Antes de pesquisar as alternativas disponíveis, questione:

  • meu escritório ou empresa requer um roteador para muitas conexões?
  • Quais distâncias esse equipamento deve atender?
  • Qual a velocidade necessária para dar fluidez aos meus processos?
  • Quais são as características de consumo?

Esses são questionamentos fundamentais para nortear a sua escolha, de forma a evitar que você pague por algo muito além do que precisa ou que tenha uma conexão que deixe você sempre na mão.

Como funciona um roteador

O funcionamento de um roteador se dá, basicamente, com o envio e o recebimento de pacote de dados entre computadores ou dispositivos móveis com a internet. Para executar essa troca de informações, o equipamento busca as melhores rotas, priorizando alternativas de menor distância e menos congestionadas.

A partir da sua conexão com o modem, ele cria uma rede interna para compartilhar o ponto de acesso da internet banda larga com mais de um dispositivo.

Além disso, a transmissão de informações via wireless realizada por um roteador é influenciada pelas antenas que ele apresenta. Equipamento com um maior número de antenas são mais eficientes na troca dos pacotes de dados.

5 dicas de como escolher um bom roteador

Quer encontrar o melhor roteador para o seu negócios? Então se liga nessas dicas!

1. Identifique o tipo de conexão 

O primeiro passo antes de comprar um roteador é verificar o tipo de conexão em que ele será utilizado. Essa é uma peça-chave para que não haja incompatibilidades com o cabeamento, a velocidade de internet contratada, entre outros fatores.

Se você conta com uma rede de alta performance, por exemplo, e adquire um roteador com baixa capacidade de receber dados e entregar um sinal forte, boa parte do potencial da sua conexão será desperdiçada. Portanto, toda atenção à sintonia desses elementos é recomendada.

2. Estude o ambiente em que o roteador será instalado 

Uma característica não muito positiva sobre a rede de Wi-Fi é que ela sofre alterações devido a obstáculos físicos no ambiente — paredes, janelas, objetos de madeira. Tudo isso pode gerar as chamadas zonas fantasmas, onde há ausência de sinal.

Para que nenhuma parte do escritório fique prejudicada, é importante estudar bem o lugar e identificar o melhor ponto para o aparelho ser instalado. Afinal, não adianta investir no dispositivo mais potente se as condições do local inviabilizam a qualidade da troca de dados.

3. Avalie as demandas do escritório

Outro aspecto crucial para uma escolha acertada é conhecer bem as demandas da sua empresa. Nesse sentido, saber o número de dispositivos que estarão ligados a esse roteador, os tipos de atividades que dependem do serviço de web, bem como as tecnologias compatíveis com o roteador pode fazer toda a diferença.

Independentemente do tamanho ou segmento de atuação do seu negócio, o objetivo é encontrar o aparelho que melhor atenda a rotina de trabalho. Então, verifique todos os cenários com cautela para evitar dores de cabeça no futuro.

4. Invista na personalização

Além de recursos dinâmicos e robustos, atualmente, a escolha de um roteador não pode deixar de lado as opções de personalização. Vale observar que cada empreendimento tem um perfil de uso à internet e, se você consegue adaptar a rede às suas próprias demandas, haverá um ganho significativo em qualidade.

Quando temos ao nosso dispor aparelhos com esse tipo de flexibilidade, é possível, por exemplo, distribuir a sua banda larga em níveis de prioridade, destinando o percentual desejado para certo aparelho ou ainda plataformas que são mais importantes no dia a dia.

Enfim, quanto maior a abertura para configurar o aparelho, maiores as chances de usufruir o máximo do potencial da sua rede.

5. Valorize os recursos de segurança

A segurança digital é um assunto de extrema relevância para quem utiliza recursos tecnológicos, sobretudo nos ambientes corporativos, onde a preocupação com o roubo de dados e outros ataques deve ser constante.

Assim, a busca por um roteador para escritório precisa considerar muito mais do que a capacidade de entrega de uma conexão robusta, mas também o nível de segurança do dispositivo:

  • monitoramento do uso da rede;
  • bloqueio de dispositivos duvidosos ou desconhecidos;
  • filtros por MAC Adress;
  • uso de protocolos de segurança;
  • limite do número de aparelhos autorizados a utilizar a conexão etc.

A importância de contar com uma empresa especializada 

Como você pôde ver, o processo de escolha de um roteador para um empresa pode ser um tanto confuso, pois são muitas características técnicas que influenciam nessa decisão.

Nesse momento, uma assistência especializada em internet oferecerá o suporte que você precisa para uma aquisição segura e eficiente. Quem já tem expertise na área sabe apontar melhor quais são as configurações que você deve priorizar para obter os resultados desejados.

Além do mais, esses profissionais estão por dentro das principais tendências e novidades em termos de tecnologias de roteadores. Contar com o auxílio de um especialista não apenas simplifica a tarefa de encontrar o aparelho ideal como também evita prejuízos financeiros.

Ao contrário do que muitos podem imaginar, saber como escolher um bom roteador exige competência e atenção a todos os detalhes acima mencionados. Trata-se de uma decisão que vai muito além da velocidade ou do número de antenas — eles vão funcionar bem se suas características estiverem alinhadas com as demandas da empresa.

Gostou das dicas? Agora que você já entendeu o que precisa avaliar antes de comprar um roteador, confira os equipamentos que a BukOne disponibiliza para conectar você às melhores tecnologias!

Receba nossas dicas gratuitamente em seu e-mail! Assine agora!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.